fbpx

Outubro Rosa: não faça autoexame!

Desde novas, muitas mulheres são ensinadas sobre a importância de realizarem o autoexame em meio a diversas outras formas de prevenção e detecção rápida do câncer de mama. Porém, estudos recentes mostram que o autoexame como conhecemos pode atrapalhar o diagnóstico já que possui baixa efetividade. Durante o Outubro Rosa, entenda o motivo para não fazer o autoexame.

Índices da doença no Brasil e no mundo

O câncer de mama é o tumor mais comum entre as mulheres brasileiras, se tornando a neoplasia mais incidente no mundo. Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer, devem ser registrados mais de 66 mil novos casos da doença no país, em 2022. Já no mundo, o número chega a cerca de 2,3 milhões de novos casos por ano.

Diagnóstico

O diagnóstico precoce e o aperfeiçoamento das formas de tratamento aumentam as chances de cura. Mesmo em meio a muitos avanços conquistados na Oncologia nas últimas décadas, ainda há muito a ser feito para reduzir o impacto do câncer na prevenção, diagnóstico precoce, tratamento e reabilitação.

A maneira mais eficaz de obter um diagnóstico preciso atualmente é através da mamografia de rastreamento. O exame permite identificar melhor as lesões mamárias em mulheres após a menopausa. Antes desse período, as mamas são mais densas, reduzindo a sensibilidade da mamografia, podendo ocasionar em resultados falso-negativos (resultado negativo em pacientes com câncer) e também de falsos-positivos (resultado positivo em pacientes sem câncer), gerando exposição desnecessária à radiação e a necessidade de realização de mais exames.

Por conta disso, o exame de mamografia é recomendado para mulheres entre 50 e 69 anos, sendo realizado a cada dois anos.

A conscientização é a principal aliada. Ao final do texto te contaremos como a pulse incentiva a procura por informações!

Autoexame

A prática foi criada para que se pudesse identificar nódulos no conforto da própria casa, entre os períodos em que não são realizados exames com médicos especializados. 

Porém, essa prática não é mais recomendada. Por ser “roteirizado”, o autoexame força a mulher a seguir uma série de ações que podem prejudicar o diagnóstico, já que possui baixo índice de efetividade. 

Não confunda o autoexame com o conhecimento do próprio corpo. Ainda é importante que cada mulher conheça seu corpo e observe possíveis diferenças em suas mamas, a diferença é que não precisa ser feito de maneira roteirizada, com um passo a passo para ser seguido, e sim de maneira natural, percebendo quando algo está diferente sem procurar semanalmente por algum problema.

A informação é sua maior aliada! A Pulse Nutrition cuida da sua saúde e incentiva a conscientização sobre o câncer de mama.

Outubro Rosa

O mês ganhou a cor para representar a luta contra essa doença que afeta muitas mulheres ao redor do mundo. É importante seguir essas recomendações, observar casualmente diferenças e fazer exames regularmente para que o diagnóstico aconteça de forma rápida e o tratamento tenha maiores chances de cura.

Utilize seu laço e ajude a conscientizar as mulheres que fazem parte da sua vida sobre os cuidados pessoais com a saúde. Lutamos juntas contra o câncer de mama, fique sempre atenta a mudanças e (se tiver a idade adequada, entre 50 e 69 anos) faça seus exames de rotina.

A Pulse Nutrition durante todo o mês de outubro está enviando junto a suas entregas um lacinho rosa, símbolo da campanha de conscientização, para que assim, diversas pessoas busquem entender mais sobre o assunto e como prevenir o diagnóstico avançado.

Cuide da sua saúde, corpo e mente! Aqui você encontra diversos produtos que te auxiliam a obter uma vida mais saudável.

Conheça nosso catálogo de produtos clicando aqui.

Compartilhe

Outros posts