fbpx

Insônia: o fenômeno que está tirando o sono das pessoas!

Você já deve estar cansado de falar sobre a covid-19. Entretanto, este episódio deixou  diversos legados preocupantes à saúde da população, e um deles é a insônia, um mal instaurado desde o começo de 2020. 

Um estudo publicado na revista científica Sleep Medicine contou com relatos de 22.330 pessoas de vários países, das quais 36,7% apresentaram sintomas clínicos de insônia e 17,4% foram diagnosticadas com o transtorno. O ápice  foi em países como Brasil, Reino Unido, Canadá, Estados Unidos, Polônia e Noruega.

Além disso, no Google, a palavra insônia foi mais pesquisada em 2021 do que em qualquer outro ano. A insuficiência de sono, que muitas autoridades de saúde classificam como menos de sete horas por noite, além das consequências ao trabalho, concentração e humor também afetam seu treino, rendimento e recuperação. 

Dos fatores externos que podem ser associados a distúrbios do sono — potencializados pelo cenário da pandemia de covid-19 —, podemos observar:

✅Turbulência econômica

✅Isolamento social

✅E principalmente: ansiedade 

Mas o que podemos fazer pela nossa saúde para amenizar a insônia?

Insônia: o fenômeno que está tirando o sono das pessoas!

Primeiramente é necessário entender a raiz do problema. Segundo especialistas, a ansiedade contribui em grande parte dos casos, um dado preocupante, já que o Brasil é o país mais ansioso do mundo.

Veja se você tem sintomas da ansiedade:

⚡Inquietude: problemas de concentração, inquietação e fadiga. Caracteriza-se por um intenso sentimento de angústia e desespero, levando até a movimentos inconscientes como andar de um lado para o outro, balançar a perna, bater algo na mesa e assim por diante;

⚡Dificuldade para dormir: apresentar episódios de insônia em vésperas de reuniões importantes e eventos. Dificuldade para se desligar das atividades realizadas no dia ou até mesmo, sonhos com as tarefas em andamento;

⚡Nervosismo extremo: oscilações de humor e irritabilidade repentina;

⚡Somatização: manifestação de sintomas físicos, desde tremores, cansaço, sensação de asfixia, arritmia cardíaca, sudorese, boca seca, tontura, náuseas, diarreia, ondas de calor, calafrios e outros.

⚡Perfeccionismo: o excesso de preocupação em estabelecer um alto padrão de produtividade pode estar ligado ao medo de errar e procrastinação.

Dicas para melhorar suas noites de sono:

Insônia: o fenômeno que está tirando o sono das pessoas!

Terapia cognitivo-comportamental para insônia

O tratamento mais comum é a terapia cognitivo-comportamental para insônia, que potencializa a chamada “higiene do sono” —uma série de atitudes que podem ser tomadas antes de dormir para evitar problemas, como não fumar nem beber antes de dormir, apagar todas as luzes, etc. 

Treinos regulares e adequados para você:

Insônia: o fenômeno que está tirando o sono das pessoas!

O Journal of Clinical Sleep Medicine mostrou que treinar com frequência ajuda a dormir noites inteiras sem perder o sono, combatendo problemas como ronco e apneia. E a boa noite de sono também contribui para performance e resultados estéticos. Veja só: 

A boa noite é amiga do bom rendimento

Dormir bem recarrega as energias que o corpo precisa para concluir um bom treino no dia seguinte. Sem contar que ajuda você a levantar da cama com disposição quando o despertador tocar de manhã.

Fique forte dormindo

Tudo o que os músculos precisam depois de um treino intenso é repouso. É nessa hora que eles se regeneram e crescem. De nada adianta treinar pesado se você não descansar.

Agora que sabe da importância desse momento, que tal investir em você com produtos para qualidade do sono.

Desde fitoterápicos, aminoácidos ou pró hormonais, a suplementação oferece diversas soluções para dar suporte a quem precisa de um sono melhor. 

Clique aqui e confira nossa categoria de produtos.

Leia mais: O sedentarismo e o impacto na sua saúde mental

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Outros posts